Pensar Piauí

Os novos integrantes do time Lula na Petrobrás e na Comunicação

Magda Maria de Regina Chambriard vai para a Petrobrás e Laércio Portela assume Comunicação

 

Foto: Montagem pensarpiauiMagda, Lula e Laércio
Magda, Lula e Laércio

O presidente Lula (PT) demitiu na noite de ontem Jean Paul Prates da presidência da Petrobrás. De acordo com as primeiras informações, o mandatário não estava satisfeito com os resultados da presidência da petrolífera, principalmente após o registro de prejuízo de 38% no primeiro trimestre divulgado nesta segunda-feira (13).

Para o lugar de Jean Paul Prates foi nomeada a engenheira civil Magda Maria de Regina Chambriard, que foi diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) desde 9 de março de 2012 até  2016. 

Quem é Magda Chambriard?

Magda Chambriard nasceu no Rio de Janeiro no dia 30 de junho de 1957.

* É engenheira civil formada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1979

* Foi diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

* Em 1989 concluiu a pós-graduação em engenharia química pela COPPE/UFRJ.

* Iniciou sua carreira na Petrobras em 1980 como engenheira estagiária.

* Em 2022 ingressou na ANP como assessora de diretoria.

* Em 2005 assumiu a Superintendência de Exploração (SEP) da Agência.

* Em 2006 assumiu, simultaneamente à SEP, a Superintendência de Definição de Blocos (SDB).

Secretaria de Comunicação Social (Secom)

O presidente Lula (PT) anuncia hoje Paulo Pimenta, atual ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom), como o titular do Ministério de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, que será instalado em Porto Alegre para auxiliar as autoridades gaúchas a socorrer os atingidos e reconstruir o Estado após o colapso climático. O novo ministério, de caráter emergencial, durará enquanto durar sua missão. Nesse meio tempo, Laércio Portela assume a Secom de forma interina.

Sua ascensão ao cargo temporário foi promovida pelo próprio Pimenta logo que Lula o chamou para coordenar as ações federais no RS. Portela era secretário-adjunto de Pimenta na Secom.

Além disso, é pernambucano e jornalista. No Recife foi repórter de Cidades do Jornal do Comércio e depois colunista e editor de política no Diário de Pernambuco. Também é cofundador e editor do Marco Zero Conteúdo, um portal que faz jornalismo independente com enfoque em direitos humanos.

Na política coordenou a comunicação social do Ministério da Saúde e foi diretor de mídia regional na Secom antes de chegar ao cargo de secretário-adjunto. A previsão é que ocupe o cargo de quatro a seis meses, período que Pimenta calculou como o necessário para encaminhar a reconstrução gaúcha. Mas a depender dos acontecimentos, o prazo pode ser alargado.

Autor de livros e documentários

Portela também é autor do livro e série de TV “Vulneráveis”, além dos documentários “Bora Ocupar” (2019) e “Território Suape” (2020).

“Bora Ocupar” faz o registro do movimento de ocupações de escolas que tomou o país em 2016 e se levantou contra o Teto de Gastos, a Reforma do Ensino Médio e o Projeto Escola Sem Partido. A obra conta algumas das histórias que aconteceram no Recife e seu ponto alto é dar voz aos estudantes.

Já em “Território Suape”, um longa-metragem produzido pela Marco Zero, a Símio Filmes e a Ventana Filmes, é exposta a realidade de precariedade e exclusão da comunidade localizada em Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife e ao lado do Completo Portuário e Industrial de Suape.

Com informações da Fórum

ÚLTIMAS NOTÍCIAS