Ônibus com excesso de passageiros foram notificados hoje

Ao todo 27 veículos do transporte público foram notificados pela Strans

Foto: StransÕnibus notificado
Ônibus notificado

Um total de 27 ônibus do serviço de transporte público de Teresina foram notificados nesta segunda-feira, 31, por descumprirem o decreto 20.027, que determina a circulação apenas de passageiros sentados e o uso de máscara. As notificações foram feitas durante fiscalização realizada por equipes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e da Guarda Civil em quatro pontos da cidade, entre 6h e 8h30, horário de grande movimentação de usuários.

As equipes de fiscalização estiveram nos quatro corredores onde mais circulam linhas que fazem ligações entre zonas da cidade. As equipes se dividiram entre a Estação Universal, na Avenida João XXIII; Estação Justiça Federal, na Avenida Miguel Rosa; Estação Tabuleta, na Avenida Barão de Gurgueia e no abrigo de passageiros do Instituto de Educação Antonino Freire, na Rui Barbosa. 

O trabalho de vistoria das linhas será feito de forma permanente, de segunda a sexta-feira, entre 6h e 8h30 da manhã, sempre no horário de pico. Os pontos das vistorias podem variar conforme as determinações da Diretoria de Transportes Públicos da Strans.

O gerente de fiscalização da Strans, Pedro Moura, explica que os fiscais são responsáveis por registrar as linhas que apresentam irregularidades. “Ao verificarmos alguma irregularidade, fotografamos a parte frontal do veículo e registramos a linha e o número do ônibus em nosso relatório. Tudo é repassado para a Diretoria de Transportes Públicos, responsável por notificar a empresa que está atuando irregularmente”, esclarece Moura. 

O coronel John Feitosa, comandante da Guarda Civil Municipal de Teresina, pontua que o trabalho da Guarda tem sido um reforço para o trabalho dos fiscais, que muitas vezes lidam com resistência dos operadores e passageiros durante as paradas. “A Guarda está nesse trabalho para auxiliar, principalmente durante as abordagens. Durante a fiscalização, estamos observando se as pessoas estão sendo transportadas com a segurança necessária do ponto de vista daquilo que está previsto no decreto e se o ônibus não apresenta a lotação acima da permitida”, reforça. 

A aposentada Alice Vieira, 63, estava aguardando um ônibus para ir até o Centro da cidade e disse concordar com as ações de fiscalização. “Faço parte do grupo de risco e sou usuária do transporte público, quero me deslocar com segurança. É importante que a população também faça sua parte e colabore com as determinações. Muita gente tem se deslocado sem necessidade”, disse.