“O homem, dentro da casa, é o cabeça do lar, ele aponta o caminho”, diz novo Ministro da Educação

Falas conservadoras, homofóbicas e machistas. Conheça o Pastor Milton Ribeiro.

Foto: G1Jair Bolsonaro e Pastor Milton Ribeiro.
Jair Bolsonaro e Pastor Milton Ribeiro.

Fonte: Revista Fórum 

Nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira (10), Milton Ribeiro é o quarto Ministro da Educação do governo Bolsonaro em um ano e meio. Poucas horas após a divulgação da escolha, vídeos com falas absurdas do pastor passaram a repercutir nas redes sociais.

As falas de Ribeiro podem ser acessadas através de uma coletânea de vídeos no canal Meditando na Sã Doutrina, no YouTube. Além de reproduzir opiniões conservadoras sobre papéis de gênero, sexualidade e educação, o pastor também critica programas sociais de destaque no Brasil, como o Bolsa Família.

Confira a lista com as principais falas do novo ministro de Bolsonaro que geraram polêmica nas redes.

“Sexo sem limites”

Em um dos vídeos, intitulado “uma sociedade deteriorada”, Ribeiro opina sobre liberdade sexual e ataca às universidades.

“Depois daquilo que chamam de revolução sexual dos anos 60, com a chegada da pílula e de uma liberdade maior nessa área sexual, o mundo perdeu a referência do que é certo e do que é errado em termos de conduta sexual”, diz o novo ministro.

Segundo ele, “para contribuir para uma prática sexual sem limites do sexo, veio a questão filosófica do existencialismo em que é o momento o que importa. Não importa se é A, B, se é homem, se é mulher, se é esse, se é aquele, se é velho ou se é novo. Não interessa. O que interessa é o momento”, afirmou.

Criança “deve sentir dor”

Além de criticar as universidades por supostamente exercerem uma “pressão” sobre a prática sexual dos estudantes, o novo ministro também é defensor do rigor no ensino de crianças.

Em um vídeo chamado “A Vara da Disciplina”, publicado no canal da Igreja Presbiteriana Jardim da Oração há cerca de quatro anos, ele afirma que é preciso “deixar marcas” nos filhos.

“Não dá para argumentar de igual para igual com criança, senão ela deixa de ser criança. Deve haver rigor, severidade. Vou dar um passo a mais, talvez, algumas mães até fiquem com raiva de mim: deve sentir dor”, declara o pastor.

Homem deve se “impor” no lar

O pastor da Igreja Presbiteriana também acredita que cabe aos homens apontar os rumos da família. Ele afirma que, quando o homem não assume esse papel, a família é atacada por inimigos.

“Quando o pai é ausente dentro da casa, o inimigo ataca. Quando o pai não impõe —impõe, essa é a palavra, me desculpe, é a palavra usada— a direção que a família vai tomar… Não é que ele é o mandatário que sabe tudo, não. Mas ele, o pai, o homem, dentro da casa, segundo a Bíblia é o cabeça do lar, ele aponta o caminho que a família vai tomar”, disse.

Femincídio é “paixão louca”

Em outro vídeo, dessa vez de 2013, Ribeiro diz que um homem de 33 anos que matou uma adolescente de 17 anos por querer namorá-la “confundiu paixão com amor”. Ao tentar justificar o feminicídio, Ribeiro disse que paixão “é louca mesmo”.

“Acho que esse homem foi acometido de uma loucura mesmo e confundiu paixão com amor. São coisas totalmente diferentes. Ele, naturalmente movido por paixão, paixão é louca mesmo, ele então entrou, cometeu esse ato louco, marcando a vida dele, marcando a vida de toda família. Triste”, disse.

Dilma Rousseff e Bolsa Família

Em 13 de março de 2016, o pastor resolveu comentar sobre o momento político do Brasil durante culto e criticou a ex-presidenta Dilma Rousseff por conta do Bolsa Família, um dos principais programas sociais do Brasil.

“O governo dá um cartão para o cidadão e, muitas vezes, com todo respeito, ele usa com tudo menos comida”, afirmou ao criticar a “corrupção” de governantes.

Casamento gay

No mesmo culto em que criticou a ex-presidenta, Milton Ribeiro também atacou o casamento entre homossexuais.

“Quando eu vejo a massa de orientação daqueles que ensinam nossos filhos nas escolas. Tem escolas que não tem Dia das Mães e Dia dos Pais. Em algumas escolas se fala até de casamento gay com os meninos, com as crianças. Aqueles que deveriam defender os princípios éticos são os mesmos que atacam a nossa nação”, afirma.

Foto: O GloboPastor Milton Ribeiro, novo Ministro da Educação.
Pastor Milton Ribeiro, novo Ministro da Educação.