Mulher xinga homem negro de macaco e diz ter “carta branca” para ofendê-lo

O fato aconteceu em São Paulo

Foto: InstagramAgressora
Agressora

Uma mulher disparou ofensas racistas contra negros no distrito de Jabaquara, na cidade de São Paulo, e ameaçou com processo o homem que gravou os ataques. Com a câmera na mão, Leandro Eusdácio foi xingado de "preto", "macaco", "orangotango", "chimpanzé", "lixo" e "fedido". O homem que fez a filmagem.

O caso ganhou repercussão nesse domingo (13), mesmo dia em que o jogador Neymar reagiu a uma ofensa racista de um jogador branco do Olympique de Marselha, o espanhol Álvaro González, que teria xingado o brasileiro de "macaco".

Ao ver o rapaz com a câmera na mão, a mulher afirmou que xinga ele o "quanto quiser". "Eu tenho carta branca. Não te devo nada, você não é da família. Filmar os outros sem autorização eu pego dinheiro", disse ainda a mulher, que não foi identificada.

Leandro Eusdácio mora em Diadema, São Paulo. Ontem (13) ele se deparou com a mulher em uma rua no Jabaquara ao buscar seu filho na casa de sua irmã, e percebeu que ela estava ofendendo de forma gratuita outros negros.

Ao notar o que estava acontecendo, ele resolveu gravar, já que não existia outra coisa a se fazer naquele momento, então começou a filmar o que ela estava fazendo com outras pessoas, e passou a ser atacado também.