Kleber e Lucy são investigados por possíveis condutas ilícitas e de abuso de poder político

Trata-se de uma ação do Ministério Público Eleitoral

Foto: Parlamento PiauíLuci e Kleber
Lucy Soares e Kleber Montezuma

O promotor da 1ª Zona Eleitoral de Teresina, Regis de Moraes Marinho, instaurou Procedimento Preparatório Eleitoral para investigar e apurar possíveis condutas ilícitas e de abuso de poder político por parte do pré-candidato à prefeitura de Teresina, Kleber Montezuma, e da deputada Lucy Soares, esposa do prefeito da capital, Firmino Filho.

Segundo consta em denúncias encaminhadas ao Ministério Público Eleitoral, Kléber e Lucy teriam utilizado da máquina pública municipal e coagido servidores municipais a participarem de reuniões virtuais de natureza político-eleitoral, de apoio à pré-candidatura de Montezuma. Tais fatos configurariam práticas de condutas vedadas e de abuso de poder político, previstas na Lei 9.504/97, em seu artigo 73, incisos I, II, III e IV.

A reunião teria acontecido com membros do Conselho Escolar da Escola Municipal José Carlos, com cunho meramente político-eleitoral. Isso foi noticiado por testemunhas que compõem as denúncias.

A investigação deu origem à portaria do Ministério Público Eleitoral e a comunicação do procedimento será feita ao Procurador Regional Eleitoral do Piauí, para providências.

Veja o documento do MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL