Goleiro Bruno volta aos gramados e agradece por “carinho, confiança e respeito”

Bruno cumpre pena de 22 anos e 3 meses de prisão, em regime semiaberto, pela morte de Eliza Samudio

Foto: InstagramBruno postou agradecendo oportunidade recebida
Bruno postou agradecendo oportunidade recebida

 

O goleiro Bruno Fernandes voltou aos campos após anunciar que havia pendurado as luvas. Ele está atuando pela equipe de futebol amador Cidade Nova. O time é de Iguaba Grande, na região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Bruno cumpre pena de 22 anos e 3 meses de prisão, em regime semiaberto, pela morte de Eliza Samudio.

Pelas redes sociais, o goleiro, que teve passagens pelo Atlético e Flamengo, publicou uma foto comemorando a nova fase. “Agradecer a todo carinho, confiança e respeito da equipe e família Cidade Nova“. A postagem foi feita nessa terça-feira (5).


A volta de Bruno aos gramados aconteceu após ele anunciar a “aposentadoria forçada“. Ele estava atuando pelo Atlético Carioca, time que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro, quando tomou a decisão que contrariou os diretores do time. Ele tinha contrato até o mês de agosto.

‘Questão midiática’

Ao anunciar o fim da carreira, Bruno chegou a culpar a mídia pela interrupção do sonho no futebol e disse que iria se tornar “trader”.

“Infelizmente não consegui [seguir o sonho no futebol]. Deixei isso em terceiro ou quarto plano por causa da pressão midiática. Onde eu saio, aonde eu vou, eu arrasto multidões. Sou abraçado, acolhido, principalmente no Rio de Janeiro. Então, o que mais pegam no meu pé é a questão midiática”, argumenta. 

Apesar da decisão tomada, ele resolveu retornar aos campos. “Agradecer ao Cidade Nova pela oportunidade dada, aos patrocinadores, comissão e todas as pessoas envolvidas no projeto. ‘Vamo’ que ‘vamo", publicou.


Bruno Fernandes foi condenado a 22 anos e 3 meses de prisão. As acusações foram assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e sequestro e cárcere privado de Bruninho. A pena do ex-goleiro aumentou ao ser considerado pela Justiça como mandante do crime, mas reduzida depois que confessou os delitos. Há dois anos, o mineiro cumpre pena em regime semiaberto.

Depois que saiu da prisão, o jogador recebeu várias propostas de contração, sendo uma delas do time mineiro Poços de Caldas FC. 

O ex-goleiro tentou retornar ao futebol em diversas oportunidades, mas todas marcadas por polêmicas. No ano passado, o mineiro entrou oficialmente no time acreano Rio Branco, onde marcou o primeiro gol, depois de mais de 10 anos, período no qual ficou preso. Quando confirmada a contratação pelo Rio Branco, a técnica do time feminino, Rose Costa, pediu demissão da agremiação.

Com os impeditivos no futebol, Bruno chegou a anunciar que deixou de vez o esporte e que estava focado em trabalhar com investimento financeiro, mas, agora, atua por uma equipe de futebol amador.