Floriano (PI): de destaque nacional a colapso na saúde

Neste domingo (6) Floriano esteve com 100% dos leitos clínicos e de UTI ocupados

Foto: G1Hospital de Floriano
Hospital de Floriano

No início da pandemia, a cidade de Floriano (PI) foi destaque na imprensa local e até mesmo nacional por conseguir curar casos de Covid-19 com o uso da cloroquina. O destaque foi tanto que o governo Bolsonaro mandou a ministra Damares até a cidade para conhecer de perto a experiência. 

Agora, no segundo semestre, a situação se inverte. Os casos de Covid-19 começam a cair em todo o Piauí, mas Floriano vive um colapso no atendimento médico.

Segundo informações obtidas pelo pensarpiaui, ontem (5) o município esteve com 100% dos leitos clínicos e de UTIs ocupado e hoje (7) tem apenas um leito de UTI desocupado.

Pacientes que chegam ao hospital da cidade tem que ficar numa fila de espera (às vezes na ambulância) de até 4 horas.

Os gestores da saúde de Floriano responsabilizam os colegas das cidades vizinhas pelo caos em que chegaram. Segundo a médica plantonista, Brenda Damasceno, os municípios não estão respeitando o sistema de regulação e enviam seus pacientes para Floriano. Ela trabalha no Hospital Regional Tibério Nunes e deu um depoimento ao portal JC 24 horas.

Veja: