Pensar Piauí

Ex-PM assassino de Camilla Abreu é preso por estupro de vulnerável

Allisson Wattson foi encaminhado para uma unidade prisional do Piauí.

Foto: Reprodução/redes sociaisAllisson Wattson
Allisson Wattson

O  ex-capitão da Polícia Militar, Allisson Wattson Silva Nascimento, condenado a mais de 17 anos de prisão pelo feminicídio da estudante Camila Abreu, foi preso nesta quinta-feira (27), em Teresina, suspeito pelo crime de estupro de vulnerável. O mandado de prisão preventiva foi expedido no dia 20, pela Central de Inquéritos de Teresina. 

Alisson teria estuprado uma criança. Não foram divulgados detalhes sobre qual a relação do suspeito com a vítima. A investigação começou em abril de 2023, e foi realizada pela Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente, em Teresina. Ela foi concluída e a Justiça decretou a prisão preventiva dele.

Após cinco anos preso pelo assassinato de Camila, o ex-policial foi colocado em regime semiaberto, em dezembro de 2022. Com isso, ele passou a poder sair e até mesmo trabalhar fora do presídio, com retorno ao sistema prisional no fim da tarde.

Segundo a delegada Lucivânia Vidal, titular da DPCA, Alisson teria cometido o crime reiteradas vezes durante o expediente.

Allisson Wattson foi encaminhado para uma unidade prisional do Piauí. 

Veja a nota da Secretaria de Segurança:

Nota à imprensa

A Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente – DPCA e Superintendência de Operações Especiais da SSP/PI, cumpriu nesta quinta-feira (27),  mandado de prisão em desfavor de Allisson Wattson da Silva Nascimento. O mandado foi cumprido na Penitenciária Irmão Guido em Teresina. 

Allisson é investigado pelo crime de estupro de vulnerável, praticado contra a menor de iniciais E.S.S.N., de 07 anos de idade.

De acordo com as investigações policiais a criança sofre os abusos desde os 06 anos de idade.


Com informações do A10+ e G1 PI