Comissão Eleitoral Nacional da OAB suspende processo eleitoral no Piauí

O processo voltará a julgamento na segunda (18), após a manifestação do presidente Celso Barros

Foto: DivulgaçãoOAB
OAB-PI

Em representação proposta pelos advogados Raimundo de Araújo Silva Júnior e Geórgia Ferreira Martins Nunes, a Comissão Eleitoral Nacional da OAB suspende processo eleitoral no Piauí para que se adeque às normas da OAB Nacional.

Os advogados alegaram que o processo eleitoral está tomado por irregularidades praticadas pelo atual Presidente, Celso Barros, que é candidato à reeleição. Demonstraram que há atos unilaterais do presidente da OAB-PI, que deveriam ser tomados em colegiado, que atropelam os prazos da eleição e prejudicam as demais candidaturas.

Com base nesses fundamentos, a Comissão Eleitoral Nacional da OAB suspendeu cautelarmente a eleição no Piauí, determinando a intimação do presidente Celso Barros para que esclareça as razões de atos contra o provimento e o regulamento da OAB Nacional que regem o processo eleitoral do sistema OAB em todo Brasil.

O processo voltará a julgamento na segunda-feira (18), após a manifestação de Celso Barros.