Cliente aplica golpe do Pix e recebe pizza e refrigerante falsos em Teresina

O empresário Robson Coelho decidiu fazer a entrega do produto quando percebeu ser alvo de um golpe de PIX falso

Foto: Reprodução/Clube newsCliente recebe falso refrigerante e massa de pizza após tentar aplicar golpe do PIX
Cliente recebe falso refrigerante e massa de pizza após tentar aplicar golpe do PIX

Clubenews - Um restaurante do bairro Pedra Mole, na zona Leste de Teresina, realizou uma entrega bem inusitada na última segunda-feira (25): uma pizza com recheio de borracha e refrigerante de suco com sal. O empresário Robson Coelho decidiu fazer a entrega do produto  quando percebeu ser alvo de um golpe de PIX falso. O caso repercutiu nas redes sociais e o cliente respondeu ao pedido do restaurante: “quem rouba para comer é perdoado por Deus“, relata o golpista.

“Há mais ou menos um mês fomos vítimas de PIX falso e sofremos o prejuízo de R$ 300. Desde então, estamos mais vigilantes. Após fazer o pedido, a gente só entrega quando o dinheiro realmente cai na conta”, disse o proprietário da pizzaria.

Na noite de segunda, o cliente fez o pedido da pizza e realizou o pagamento, mas na quantia de um centavo. Depois, ele resolveu pedir o refrigerante e pagou um pouco mais, dez centavos. O valor real do pedido era R$ 54,90.

O cliente utilizou os comprovantes verdadeiros para adulterar os valores e enviar uma nota falsa para a atendente do restaurante. O que ele não esperava era que o proprietário conferisse todos os pagamentos diretamente na conta bancária. Logo, o golpe foi descoberto.

Foto: Reprodução/clube newsRecado escrito na embalagem da pizza falsa
Recado escrito na embalagem da pizza falsa

“Por conta disso, a gente resolveu fazer essa pegadinha. Fiquei sem ideia, mas a moça disse ‘manda só a massa seca’, e assim fizemos. Assamos a massa da pizza e escrevemos ‘pix fake’ na caixa. No refrigerante, decidimos colocar suco dentro, mas o entregador disse que ele poderia até beber; então, colocamos sal também e enviamos”, explica o proprietário.

O recheio da pizza foi ideia de um dos entregadores, que fazia brincadeiras com outros funcionários com um objeto de borracha no formato do órgão genital masculino. O objeto serviu de recheio da pizza coberto com maionese.

Algum tempo após a entrega, os vídeos do preparo do pedido foram enviados ao cliente por um contato do restaurante. O cliente ficou sem entender e o proprietário o chamou para explicar a situação no estabelecimento, mas o contato foi bloqueado no WhatsApp.

Na terça-feira (26), por outro contato do restaurante, pediram que o cliente retornasse o recheio da pizza. Em resposta, o cliente disse que levaria o objeto e enviou um texto que explicava: “quem rouba para comer é perdoado por Deus“, relata.

Foto: Reprodução/clube newsConversa com o golpista pelo WhatsApp
Conversa com o golpista pelo WhatsApp

O empresário alerta para que os estabelecimentos verifiquem a realização dos pagamentos da mesma forma que ele fez. Segundo ele, os clientes que procuram aplicar golpes também costumam não informar a localização exata, enviando apenas a rua ou uma referência para a entrega.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS