"Ciclone bomba" atinge estados do Sul e Sudeste hoje (15)

Com ventos de até 90 km/h, fenômeno extratropical vai acontecer com menor intensidade, mas vai gerar chuvas e queda brusca de temperatura

Foto: Paulo Marques / Twitter- Imagem de ArquivoVentos atingiram mais de 20 cidades de Santa Catarina no primeiro
Ventos atingiram mais de 20 cidades de Santa Catarina no primeiro "Ciclone Bomba"

Com informações Correio Braziliense 

Um novo ciclone bomba vai se formar sobre o mar na altura da costa do Sul do Brasil nesta terça-feira (15) de acordo com o Climatempo. A previsão é de fortes rajadas de vento sobre parte do Sul e do Sudeste, que podem chegar a 90km/h, além de risco de chuva forte na Região Sul do País.

Este ciclone, diferentemente do fenômeno que causou mortes e estragos no início de julho na Região Sul, atuará mais afastado para o oceano, o que reduz a chance de danos. "Desta forma, embora tenha previsão de ventos de moderada a forte intensidade no litoral da Região Sul, a intensidade, duração e danos causados por este sistema não se comparam ao evento do dia 01/07", esclareceu em nota o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC).

Muito comuns na América do Sul, os ciclones extratropicais são áreas de baixa pressão atmosférica que, em geral, estão associados a frentes frias. O Climatempo explicou que quando há queda de pressão de pelo menos 24hPa (hectopascais, unidade de pressão) em 24 horas, há a formação do que é chamado de "ciclone bomba".

Com a formação do fenômeno na Região Sul do País, a expectativa é de fortes rajadas de vento, que podem chegar a 60km/h no interior do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Entretanto, os ventos mais intensos, de até 90 km/h, se concentram entre o litoral norte gaúcho e a costa sul catarinense. "O mar ficará bastante agitado em áreas da costa da Região Sul e há chance de ressaca no litoral sul de Santa Catarina", alertou o Climatempo.

Em relação à chuva, a previsão é de que os maiores volumes aconteçam no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, principalmente entre terça e quarta-feira. Já no Paraná, a chuva será rápida e apenas no leste do Estado.

Ciclone bomba na Região Sudeste

O ciclone bomba irá provocar agitação do mar e ventania sobre parte do Sudeste. Nessa segunda-feira, as rajadas mais intensas chegaram a 70km/h no litoral de São Paulo, Rio de Janeiro, centro-sul do Espírito Santo e até em áreas da Zona da Mata de Minas Gerais. Na região da capital paulista, os ventos ocorrem com até 60km/h.

Por causa da formação do fenômeno e o deslocamento de uma frente fria por alto mar, pode chover de forma pontual em áreas do leste paulista nesta segunda. Nesta terça, a chuva também deve atingir o Grande Rio e a região dos Lagos, porém não há alertas para tempestades.