Piauiense

Oscar de Barros

Piauiense

Zuza Barros, parabéns!

Foto: DivulgaçãoZuza Barros
Zuza Barros

 

Há homens que, simplesmente, são mais que homens: são especiais, pessoas abençoadas por Deus.

Zuza Barros é um desses. No dia 06 de janeiro ele completou 90 anos de idade.

Zuza Barros é meu primo, filho de Vitalina – uma tia que não cheguei a conhecer já que morreu 18 anos antes do meu nascimento.

Zuza nasceu na nossa comunidade rural denominada Malhada, lá nos interiores da Bocaina, em  1931.

O casamento entre primos era coisa comum naquela Malhada de outros tempos e, com Zuza Barros não seria diferente. Como esposa ele escolheu uma prima (e também minha) ,Francisca Isabel dos Santos, que a partir de então ficou conhecida como Chiquinha de Zuza.

Foto: DivulgaçãoZuza e Chiquinha
Zuza e Chiquinha

 

Ele se fez homem de diversos ofícios; o principal, a agricultura que deu sobrevivência a ele, à família e a todos nós piauienses e nordestinos. Mas havia um outro ofício que o diferenciava dos demais agricultores daquela comunidade. Zuzinha (assim chamado por sua pequena estatura física) era barbeiro. Cortou o cabelo de muitos, inclusive, deste que hoje escreve estas linhas.

Mas minha admiração a Zuza é porque ele foi um dos que me ensinou, com seu exemplo de vida,  a valorizar e respeitar os parentes e os mais velhos. Zuza tinha verdadeira veneração por seu tio João Manoel – meu pai.

Me lembro dele chegando em casa e pedindo a benção a papai antes de entabularem umas das milhares de conversas que tiveram. E Zuzinha sempre atento e respeitoso às coisas que papai falava.

Diz um dito popular que “Quem os meus beija, a mim adoça”, figurativamente falando, Zuza Barros beijou muito o meu pai. E depois que este partiu continuou (talvez tenha até aumentado) com os cuidados à sua tia Zefinha e à casa que já não tinha mais seu tio para olhar – vivo adocicado por Zuza.

Em dezembro de 2020, recebi uma mensagem que me deixou deveras lisonjeado. Era o convite para a festa de 90 anos de Zuza Barros que aconteceria numa roça, no interior de Picos, em 10 deste janeiro.

Domingo passado aconteceu a celebração festiva dos 90 anos de Zuza Barros. Por conta da pandemia não fui, assim como deixei de ir ao 8 de dezembro da Bocaina – celebração da padroeira, Nossa Senhora da Conceição.

Agradeço a tudo que Zuza Barros fez por papai, por minha mãe e por toda a minha família e externo aqui toda a minha admiração, carinho e respeito por este amado primo.

Zuza Barros, parabéns!

A seguir imagens da família de Zuza e Chiquinha 

Foto: DivulgaçãoCasa de Zuza na Malhada
Casa de Zuza na Malhada

 

Foto: DivulgaçãoDelmira
Delmira

 

Foto: DivulgaçãoDelmira (continuação)
Delmira (continuação)
Foto: DivulgaçãoJoão
João
Foto: DivulgaçãoNicolau
Nicolau
Foto: DivulgaçãoFrancisco
Francisco
Foto: DivulgaçãoFirmino
Firmino

 

Foto: DivulgaçãoMaria dos Remédios
Maria dos Remédios
Foto: DivulgaçãoVitalina
Vitalina

 

Foto: DivulgaçãoGualberto
Gualberto