Jornalista

Odorico Carvalho

Jornalista

Polarização é o escambau

Foto: ReproduçãoPolarização na eleição de 2022
Polarização na eleição de 2022

Os fascistas e seus sabujos da mídia (Globo, Estadão, Folha de São Paulo, Record, etc) querem culpar a polarização existente no país pelo assassinato frio e perverso de um dirigente petista. Ora, desde quando não houve polarização em eleições brasileiras? Aliás, quem foi que dissolveu todos os partidos e criou o bipartidarismo no Brasil, forma mais elementar de polarização? Era de um lado a "Salvadora" e do outro os hereges, terroristas que precisavam ser extintos, lembram?

Eu não sei quando, nos Estados Unidos, as eleições não foram polarizadas entre Democratas e Republicanos e nem por isso foi necessário a luta armada, o assassinato dos adversários. E isso se manteve até a chegada de um lunático, irresponsável e extremista ao poder, chamado Donald Trump. 
Então, senhores jornalistas de araque, canetas de aluguel do fascismo, criem vergonha na cara. Os últimos acontecimentos no Brasil, iniciados há três anos e meio, não se tratam de polarização, mas a radicalização da extrema direita. Ela se armou até os dentes, eles sofreram lavagem cerebral nos grupos de whatsapp, eles inauguraram clubes de tiro em todo o país, foram treinados para matar e agora estão prontos para a missão de submeter o país aos seus desejos.

O modus operandi é o mesmo do nazi-fascismo. Falam em Deus, pátria, família, liberdade, enquanto destroem as instituições, nossas riquezas, humilham os povos origináros, põem de joelhos a democracia. 
Acho que nem é preciso desenhar! O preço da liberdade é a eterna vigilância, já disseram. Cada um de nós tem dois caminhos: a ditadura e a submissão ou a democracia e a reconstrução.

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pensarpiaui.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS