Jornalista

Odorico Carvalho

Jornalista

Manifestações de 2013, a Rede Globo e suas consequências

Foto: O santarritenseA partir das manifestações de 2013 muito ocorreu neste país
A partir das manifestações de 2013 muito ocorreu neste país

Em junho de 2013, eu estava com a TV ligada quando entrou aquela vinheta assustadora da Globo. Parei tudo para ver qual seria a catástrofe da vez. Era mais ou menos 18:30 h. E o tema de tamanho alvoroço era uma manifestação do MPL, em São Paulo, em razão de um aumento de 20 centavos nas passagens de ônibus dado por Haddad. Na tal manifestação tinha umas 200 pessoas, no máximo. Confesso que senti um calafrio. Por que razão a Globo estaria pronta para cobrir uma manifestação tão minúscula, furando toda a sua grade de programação e até mesmo a sua tradição de só fazer essas entradas, ao vivo, em casos muito sérios?

E naquela noite, ela voltou ao ar várias vezes, sempre com o mesmo tom assustador. No dia seguinte, a mesma manifestação, com cobertura exaustiva, já tinha duas mil pessoas e foi crescendo. Chegou o momento em que os blacks Blocs assumiram a frente e o MPL sumiu e foi sumido.

Em março de 2013, Dilma tinha 79% de aprovação e, pela primeira vez, tinha superado Lula. Logo, se havia tamanha revolta no seio da população, tal revolta não foi detectada por nenhuma pesquisa, afinal Dilma, no que pese seus vários defeitos, tinha criado inúmeros programas sociais de largo apoio popular.

É claro,para mim, que a Globo não entrou nessa de supetão. Foi um movimento altamente planejado, com antecedência, com vários setores atuando em conjunto.

Sob pressão, Dilma cometeu um de seus maiores erros: chamou para si a responsabilidade de cobranças que começaram em São Paulo, por 20 centavos, e que não tinham nada a ver com governo federal naquele momento. Ao trazer a crise para dentro do Palácio do Planalto, ela virou o alvo maior, perdendo de forma vertiginosa todo o seu cabedal de aprovação popular, caso se acredite nas pesquisas apresentadas.

É claro que, mesmo errando feio, ela acertou em alguns pontos: criou o Mais Médicos, criou faculdades de Medicina abrindo milhares de vagas para futuros profissionais de saúde.

Resumo: sem a Globo não teria havido movimento de junho de 2013, Dilma não teria caído e o Brasil ainda estaria no rumo certo. Resta saber, de forma explícita, quem foram os parceiros da Globo nessa conspiração.

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pensarpiaui.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS