Administrador -  Especialista em Gestão Pública Municipal

David Teixeira

Administrador - Especialista em Gestão Pública Municipal

Cidade de Uruçuí chocada com mais um feminicídio

Foto: DivulgaçãoAlzinete Carvalho Mendonça
Alzinete Carvalho Mendonça

A comunidade de Uruçuí foi acordada nesta sexta-feira com mais uma tragédia. 

Uma senhora de nome Alzinete Carvalho Mendonça foi assassinada pelo seu ex-marido. Alzinete era evangélica, mãe de três filhos, e foi morta ao chegar em seu local de trabalho, na rua José Rogério de Carvalho no centro de Uruçuí.

O autor do crime é Edgarden Erkine Pereira dos Santos, conhecido como Tibabá. Segundo informações, ele já estava esperando pela mulher, sentado na mureta de uma rotatória próximo ao local do crime.

O ex-marido de Alzinete tem várias passagens pela polícia. Quando criança, foi recolhido por pequenos furtos, na adolescência continuou cometendo crimes, sendo preso por roubo, porte de drogas e violência doméstica. Tibabá não aceitou a separação matrimonial e prometeu se vingar. Então hoje ele cometeu o crime. Alzinete morreu no local. 

Após o assassinato, Tibabá evadiu-se do local. A polícia foi acionada, fez diligências e prendeu o acusado.

A cidade está estarrecida com o crime e pede justiça pela morte de uma mulher trabalhadora e que deixou três filhos.

Este assassinato que aconteceu em Uruçuí não é um fato isolado. As mortes de mulheres só em Teresina, na capital do Piauí, tiveram aumento de mais de 50% em 2020.

O aumento também aconteceu no estado como um todo, sendo registrado, de acordo com relatório da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, um aumento de 15%.  

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pensarpiaui.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS