Qual o momento que se vive no Brasil hoje?

É o momento que caracteriza Lula, não como um preso comum, mas como um sequestrado político.

É um momento onde o Ministro da Justiça, Sergio Moro, cae em completo descredito e é escanteado até mesmo no governo que integrou na condição de super-ministro

É um momento que o procurador Deltan Dallagnol corre sério risco de ser demitido do serviço público por conta de ilegalidades cometidas no exercício de suas funções.

É um momento que o governo Bolsonaro se envolve em mais um escandalo, desta vez de porte internacional – o Itaipugate.

E aí, o que acontece?

A juiza Carolina Lebbos, autoriza a transferência do ex-presidente Lula para São Paulo. Outro juiz, o Paulo Eduardo de Almeida Sorci, de São Paulo, determina que Lula vá para o presídio de Tremembé. Detalhe: Sorci, foi nomeado para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, em fevereiro deste ano, por Sergio Moro.

Após as reveleções do The Intercept Brasil a Lava Jato, tal qual Moro e Dallagnol, perdeu o brilho.

O povo entendeu que a dita operação não passou de um teatro político com fins eleitorais.

E como a Lava Jato sempre atuou de olho no relógio político, sua intenção com a transferencia de Lula é mobilizar sua base de sustentação – o povo que faz política com ódio.

Essa ação de hoje era desejada pelo governo Bolsonaro e tem seu aval. Eles querem mobilizar o bolsominion médio. Eles não desejan um governo efetivo. A real motivação que os leva a exultar de prazer, é ver Bolsonaro lacrar, realizando vinganças imaginárias, simbólicas, contra a esquerda. É a política do ressentimento.

A transferência de Lula esta dentro deste contexto.

Agora…Lula corre um sério risco de vida.

Bolsonaro tem um desejo incontido de ver Lula morrer na prisão

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here