Amanhã, Lula completa 1 ano de prisão. Hoje muitas homenagens foram feitas ao ex-presidente nas redes sociais, na imprensa, em atos públicos.

Acompanhei diversas destas homenagens. Mas foi a carta do ex-deputado Jean Wyllys aquela que mais me emocionou. Jean começa falando da dificuldade que é perguntar se Lula está bem. Fala da altives e dignidade do líder político mas revela preocupação com seus mais de 70 anos.  Em seguida Jean lembra da arbitrariedade de Lula estar preso sem que as autoridades constituídas tenham apresentado se quer uma prova de sua culpabilidade.

Mas foi o final da carta que realmente me comoveu.

Jean Wyllys revela que desde 1989 vê Lula como o pai que o pai dele poderia ter sido e que desde então segue os passos do pernambuco que chegou a presidente.

Por fim, Jean diz que  “outro dia, andando sozinho pela madrugada fria da Berlim iluminada e quase vazia, com os fones de ouvido e o iMusic… chegou-me uma canção de Roberto Carlos cujos versos me tocam profundamente. Porque me falam de meu pai e mais ainda de você, meu querido.”

Esses seus cabelos brancos, bonitos
Esse olhar cansado, profundo
Me dizendo coisas, num grito
Me ensinando tanto, do mundo…
E esses passos lentos, de agora
Caminhando sempre comigo
Já correram tanto na vida
Meu querido, meu velho, meu amigo

Sua vida cheia de histórias
E essas rugas marcadas pelo tempo
Lembranças de antigas vitórias
Ou lágrimas choradas ao vento
Sua voz macia me acalma
E me diz muito mais do que eu digo
Me calando fundo na alma
Meu querido, meu velho, meu amigo

Seu passado vive presente
Nas experiências contidas
Nesse coração consciente
Da beleza das coisas da vida
Seu sorriso franco me anima
Seu conselho certo me ensina
Beijo suas mãos e lhe digo
Meu querido, meu velho, meu amigo

Eu já lhe falei de tudo,
Mas tudo isso é pouco
Diante do que sinto…
Olhando seus cabelos tão bonitos,
Beijo suas mãos e digo
Meu querido, meu velho, meu amigo

Integra da Carta

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here