A filósofa e escritora Marcia Tiburi, que foi candidata a governadora do Rio de Janeiro pelo PT no ano passado, deixou o Brasil, após sofrer ameaças. É a segunda liderança da esquerda a deixar o País pelo clima de perseguição e insegurança que se instalou após a eleição do presidente Jair Bolsonaro.

No final de janeiro deste ano, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) abandonou o mandato para o qual foi reeleito e deixou o Brasil após sofrer intensas ameaças de morte, incluindo seus familiares.

Marcia Tiburi está vivendo em algum lugar do nordeste dos EUA desde dezembro. Ela foi acolhida pela organização “Pesquisadores em Risco”, para uma permanência em uma bolsa literária de caráter emergencial.

Em entrevista ao blog Nina Lemos, Marcia contou, “com lágrimas nos olhos, que teve que sair por não se sentir segura, sofrer ameaças de morte e não poder mais ir na esquina. ‘Eu amo o meu país, nunca pensei em sair do Brasil na minha vida, é muito triste e difícil ter que sair do meu país por não me sentir segura e não poder fazer mais o meu trabalho.'”

Em junho de 2018, Marcia Tiburi esteve no Piauí e nos concedeu entrevista que na época divulgamos pelo 180graus.

Agora, reproduzimos aqui, aquele conteúdo:

“Os homens matam mulheres porque precisam sempre provar que são machos”, diz Marcia Tiburi. 

11 de junho de 2018

 

Márcia Tiburi é uma artista plástica, professora de Filosofia e escritora brasileira. Escreve livros e, também, para jornais e revistas especializados, assim como para a grande imprensa. É professora do Programa de Pós-Graduação em Educação, Arte e História da Cultura da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Sábado passado ela esteve em Teresina participando do SALIPI.

Na ocasião, tive a oportunidade de entrevista-la:

Minha primeira pergunta foi: ‘Aqui no Piauí, só em 2018 já ocorreram mais de 22 assassinatos de mulheres, destes cerca de 10 foram feminicídio. Como explicar que em tempos que deveriam ser modernos, tanto homens matam mulheres?

Aqui o link do 180graus

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here