Amanhã, 13 de maio, marca no Brasil a data de abolição da escravatura – sistema socioeconômico baseado na escravização de pessoas. Completam-se 131 anos que a Princesa Isabel, regente na ocasião, assinou a Lei.

Quase um século e meio após, o Brasil tem marcas profundas deste triste período da história e com uma análise mais acurada percebe-se que a Lei Áurea não promoveu uma libertação de fato. O Brasil precisa de uma carta de alforria.

Para falar sobre o assunto, o pensarpiaui conversou com a professora Sueli Rodrigues.

Maria Sueli Rodrigues de Sousa tem um histórico de lutas em defesa da universidade pública e contra as opressões de raça, gênero e orientação sexual. É advogada, professora de Direito, com mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela UFPI e doutorado em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília (UnB).

Foram 46 minutos de conversa. Hoje estamos publicando a primeira parte da entrevista. A íntegra virá amanhã.

Acompanhe:

 

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here