Isso não é teoria da conspiração!

A possibilidade de Jair Bolsonaro deixar de ser presidente do Brasil já permeia amplos setores do pensamento brasileiro.

Não é teoria da conspiração nem “coisa da esquerda”.

A mídia que sempre foi ligada ao “stabelichment” vem subindo o tom constantemente. Revista Época, editoriais do Estadão e da Folha de São Paulo falam claramente da inaptidão de Bolsonaro para governar.

Em fins de maio o veterano Ricardo Noblat afirmava com todas as letras que nos bastidores do Congresso não há debate para o impeachment de Jair Bolsonaro, mas “caso o presidente não tome jeito”, a cassação da chapa junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é cogitada por muitos congressistas.

Ontem, o EL PÁIS – em sua versão brasileira – trouxe uma matéria onde expõe as fraquezas de Bolsonaro e a possibilidade dele se tornar um ex-presidente.

O periódico afirma que Jair Bolsonaro não tem um projeto de país concreto o que o deixa extremante vulnerável. Que fez muito pouco nestes 5 meses de governo e mesmo este pouco é alvo de duras críticas até mesmo por quem votou no 17 para presidente.

A situação de Bolsonaro é tão complexa que seu primeiro decreto presidencial – que amplia a posse de armas – teve a manifestação contrária de 73% dos brasileiros.

No El PAÍS, João Luiz Mauad, do Instituto Liberal e colunista de vários jornais do país classifica o governo Bolsonaro como de “improvisação, amadorismo, incompetência, idiotice e histrionismo”

Clique no link do EL PAÍS e veja a matéria completa:
Começam a soar os alarmes sobre a sustentabilidade da Presidência de Bolsonaro

 

 

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here